sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Blact.

Eu queria que você soubesse que eu gosto das suas bobeiras
eu queria que você soubesse que eu gosto das suas alergias
e eu gosto de taxá-las de besteiras, frescuras.
Eu queria que você soubesse que eu adoro o seu ciúme e que
é bom sentir que você se preocupa comigo,
mesmo que isso só faça parte do seu jeito possessivo.
Queria q soubesse que eu adoro passar horas ouvindo sua voz,
q eu gosto dessa coisa boa q acontece entre nós,
eu qria que soubesse q eu adorei ter t conhecido no supermercado
e q depois q vc aconteceu na minha vida,
tudo o que houve antes ficou mesmo no passado.
Eu qria q vc soubesse q os planos são incertos demais,
mas mesmo sabendo disso eles viraram meu chão e se tudo dr errado,
vc sabe,eu vou ficar sem direção.
Eu qria que soubesse q eu adoro as suas viagens ,
q eu gosto dos seus mimos carinhos frases feitas
e gosto até das chantagens.

Esse eu odiei tanto que fico sem fim,
Mas foi feito pra uma pessoa muito³¹²³¹²³¹ especial...
Então tá postado.

4 comentários:

Lu Morena disse...

Eu gostei da idéia, aposto que a pessoa muito especial também.

Intrometida que sou, mexi na forma, e acho que era só isso que faltava. Ia te amndar por email, mas não encontrei seu email por aqui. Vou guardar, um dia te mostro.

Legal conhecer uma pessoa no supermercado. Só pode dar em algo especial mesmo! Acho que a parte "dessa coisa boa que acontece entre nós" merece mais ênfase. Boas conexões são raras...

Bjos

Fernanda disse...

importa o sentimento e não a forma, amore!
belo!

beijooo

alexandre henrique disse...

gosto de como você parece elogiar e atacar ao mesmo tempo. uma inversão rápida que você faz no jogo. acho que tenho falado demais como alguém que analisa sem apreciar. mas não é isso. não deixei o meu antigo foco ao ler o que você escreve. gosto dos detalhes. gosto de tudo o que não muda, em tudo o que você escreve. acho que gosto principalmente do que você escreveu e não gosta, o que me faz pensar que eu gostaria muito mais da sua lixeira, do que do fotolog... parece meio chato de dizer, mas leve como um elogio, daqueles que agente faz tentando empurrar alguém pra frente, estimulando...

alexandre henrique disse...

nos propósitos, não entendi e adorei o nome...
o bom é que um não exclui o outro