terça-feira, 25 de março de 2008

Sobre verdades

Era tudo uma questão de se falar a verdade. Não, minto, agora era uma questão de se acreditar no que era dito. Ele não contava tudo sempre, às vezes omitia algo que pudesse causar brigas, mas mentir ele não faria. Ele sempre foi sincero e isso talvez ela não saiba. Tão sincero que em sua ingenuidade de lhe contar os erros passados, lhe revelava as mentiras que contara a outras pessoas. Talvez por agora ela saber dos erros que ele cometera, talvez por agora ela saber que no passado ele não fora tão honesto, ela não acreditava nele agora. Talvez por não ser como ele e ter necessidades, vontades, sonhos e futuros diferentes ela não entendia os motivos dele, ou por egoísmo, autodefesa, prepotência, porque ele agora tomava as decisões não acertadas e indecisas dizendo que a culpa era dela, a culpa era do que ela fazia com aqueles milhares de defeitos que ela deixava na estante como livros empoeirados e sem querer admitir qualquer tipo de culpa, sem se lembrar dos livros na estante e sem querer livrá-los da poeira acumulada, ela só não entendia, não acreditava no que ele dizia, e seria assim que ela o veria ir embora. E ela ficaria ali, sentada no sofá, pensando no que havia pro trás das mentiras que ele contava, mas que revelaria para outra pessoa, que não ela. Outra pessoa que iria ouvir as verdades dele, as tragédias diárias dele e a história dela, de como ela foi injusta ou injustiçada, outra pessoa que um dia vai tomar o lugar dela. Um dia, talvez não tão longe. Mas agora, enquanto ele em pé discursava seus motivos... Agora, era uma questão de se acreditar no que era dito.

6 comentários:

Divinius disse...

Bom blog:)
Boa semana:)*

Kaká =D disse...

Ain...
essa coisa de se acreditar!
Ainda naum consegui encontrar um eixo pra isso!
Ou acredito cegamente ou desconfio até a última palavra
=S

bjumuiesumidaquedexasaudade
=*

Lu Morena disse...

Lembrei-me de duas frases logo de cara:
"Mentiras sinceras me interessam" (Cazuza, dãh!)
"A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer" (Mario Quintana)
Tem coisas em que a gente simplesmente tem que acreditar, né?! O nome disso é fé. A fé écoisa muito importante em relacionamentos.

Bem, estou atrasada em minha leitura, então vou ler os posts anteriores.
Bjins

Fernando Rozano disse...

verdade, quem a tem de verdade? belo texto, muito reflexivo. abraços.

♥M@cellY♥ disse...

Cada vez que passo por aqui, vejo pedacinhos da minha história.
Vc anda lendo meus pensamentos menina?????
rsrss

Bom, podemos acreditar em qualquer coisa nesse mundão... e desacreditar também... mas existe uma, que embora preferimos acreditar que seremos uma exeção, ela vem e se mostra o quanto real é... NADA É PRA SEMPRE.
Aproveiteo agora, pq ele vai passar.E tudo vai mudar, as vezes nem pra melhor nem pra pior... vai apenas mudar.

Bjo grande, bom final de semana!

♥M@cellY♥ disse...

Migaaaaaaaaaaaa
Tem um desafio e um presentinho pra vc lá no meu blog... passa lá!
bjo gigateeeee