sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Sobre Pedaços

Você é metade de mim, metade certa, metade igual, sabe? METADE !

Podem falar o que quiserem, mas uma metade de mim; é você!

Você é metade em mim que gosta de pizza de champignon.

Você é metade em mim que gosta daquele frio insosso de deixar os dedos das mãos frios e os dos pés roxinhos, de deixar o nariz gelado pra encostar no pescoço de alguém em baixo do edredom no meio do filme romântico-água-com-açúcar.

Você é a metade de mim que adora academia e adora correr na praça logo de manhã.

Você é a metade em mim que gosta de pratas, baleias e tecnologias.

É a metade em mim que quer ter muitos filhos, que quer casar cedo, que quer conhecer o mundo, que me quer mais bonita, disposta, preparada, em forma.

Você é aquela metade que programa viagens de férias a dois, pra um lugar distante, que tenha um parque que eu possa andar com você no frio e sentar em volta de um lago qualquer pra brincar de contar peixes, jogar comida pros patos, olhar o vento nas árvores.

Então não vá embora, porque você é a parte de mim que eu mais gosto.

Então fica, que eu faço o que você quiser.

Eu só quero continuar com esse pedaço significativo que é você, se quiser corto outros pedaços. Os pedaços que você não gostar, pode falar...

Eu corto aquele pedaço que despeja preguiça e gula no meu sistema circulatório.

Eu corto o pedaço que bloqueia o filtro entre pensar e falar, entre pensar e agir, entre sentir e pensar.

Eu corto o pedaço que me deixa extremamente enciumada quando você pega aquele seu violão e esquece que o resto do mundo existe; que eu tenho TPM; que há greve nos correios; que faltam vagas em hospitais.

Eu corto a parte do drama, do sentimentalismo, da carência, da produtividade, do egoísmo.

Eu corto a parte, se quiser eu corto até a parte que seria capaz de tudo só pra você ficar.

Então não vá embora, por favor.

Fica, porque eu perderia pedaços de mim, mas não perderia você. Você não! Porque metade já é demais.

5 comentários:

Anônimo disse...

sempre um mais lindo que o outro!

Jeferson Cardoso disse...

Adrielly, lindo isso, lindo poder proclamar ao mundo que encontramos nossa metade. Parabéns pelo texto! Parabéns pelo momento! Abraço do blogueiro visitante!

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso.” (@JefhcardosoReal no twitter)

Convido para leia e comente “A PEQUENA LOJA” em meu blog http://jefhcardoso.blogspot.com e, caso goste, conto com a sua divulgação para ao menos mais um amigo; obrigado!

Junkie Careta disse...

Adrielly,

Voltar para a blogesfera me obriga a te ler.É necessidade.

O Spleen virtual parou, não a necessidade e o hábito de me expressar vestindo letras.

Tenho escrito umas coisas para o segundo livro/blog.Quero te enviar.

Mande-me seu e-mail se puder

nivandrocvale@yahoo.com.br

Grande abraço

JAMES PIZARRO disse...

Meus deus, guriazinha ! Faz mais de um ano e meio que não nos lemos/escrevemos...rssss
Teu blog continua excelente !
Parabéns !

James Pizarro
Praia de Canasvieiras
Florianópolis
www.professorpizarro.blogspot.com

Amanda disse...

Passei por acaso e com esse texto já sei que vou ficar...Posso??? Muito, muito bom!!!
Abraços.