quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Sobre VOCÊ

Estranho você não estar por aqui antes, nesse lugar chamado NECESSIDADES, pois, das minhas, você está entre as primeiras. Você que não era nada no meu coração, coração formado por nebulosidades e possibilidades, com 'talvez' e 'quem sabe', seguidos por infinitas reticências. Coração enganado, tolo, que acreditava que podia sair do peito e viver um sonho. Com você é realização, pé no chão, coração disparado.

Eu pedi tanto, pra todos os santos, então você chegou, atrasado, disfarçado, demorou pra eu te reconhecer, meu coração lembrar você. Talvez eu tenha te amado, estranho, desde o primeiro instante, mas até então sem saber de amor, não pude entender. Com você tudo tem tempo errado, fora de hora, descompassado.

Compasso de quatro tempos fazendo seis meses, pausas que não fazem nem dois dias, acordes ritmados no seu tom, sol de uma canção de amor. E a partitura dessa vida sendo escrita a cada soar do despertador, sem ensaio, improviso. Eu improvisando no seu palco, e você ensaiando uma junção do seu palco no meu.

E eu abri a porta pra você, furacão. E você, furacão, invadindo minha vida, já de cabeça pra baixo. Você, furacão, colocando tudo em seu devido lugar, trouxe flores, abajur e adubo, multiplicou não só as flores, mas os sonhos e os sorrisos.

Você que não existia pra mim, escreveu seu nome na linha pontilhada, formada por tantas reticências, no meu coração.


Obs: Existe uma lista de e-mails que são comunicados quando postamos um texto no blog.. Caso queira incluir seu e-mail, me avise.

3 comentários:

Vic disse...

sempre um mais lindo que o outro ! párabens é pouco s2

sobrefatalismos disse...

Coisa linda essa comparação da vida com a arte - amor é partitura mesmo.
Beijão.

Camila disse...

Achei incrivel.