sábado, 15 de agosto de 2009

Sobre Términos.

'' ela vai mudar, vai gostar de
coisas que ele nunca imaginou.''
Mesmo Que Mude - Bidê ou Balde.


Ela mudou o cabelo, mudou a cor, o tamanho, mudou o penteado. Mudou o esmalte preferido, agora ela só usa cores fortes, roxo, vermelho, laranja, não quer mais ser puritana, a noivinha, a namoradinha que usava renda, só usa grená. Mudou os horários, agora ela trabalha a noite, numa boate, pra receber cantadas. É um método eficaz pra levantar sua auto-estima. Mudou o que comia agora ela é vegetariana querendo se promover à vegan, só come carne de soja, cortou o ovo, tentando cortar o leite mas ela adora pão no café da manhã. Vive dizendo que não toma mais coca-cola porque ela é anti o imperialismo e ela agora diz que coca é o maior símbolo do imperialismo norte americano... mas quando se tranca no quarto ela toma uma duas latinhas e depois coloca as latinhas de refrigerante na mochila pra jogar fora no caminho de algum lugar. Mudou de curso, que nada de inglês, agora ela quer espanhol, fazer casas solidárias no Chile, na Bolívia, quem sabe entrar pra engenharia pra poder ajudar mais? Ou quem sabe fazer medicina pra ir ajudar em comboios de médios no Irã, Iraque, Oriente Médio em si. Mudou o lugar preferido no cinema, agora ela gosta de ficar do lado esquerdo, em cima, acha que é mais aconchegante. Mudou a fruta preferida, não é mais a laranja que ele com gosto fazia suco pra ela, nada de caixinha, suco com gominhos, sem açúcar, com um pouco de gelo, por favor, ela pedia... Agora ela gosta de cerejas, cerejas com Martini. Voltou a beber, passou a fumar, usar preto, usar saias curtas, nada de calças jeans, nada de camisetas, ela gosta mesmo é de regatas, decotes, boleros, nunca gostou de boleros, agora gosto. Nunca gostou de forró, agora dança, faz aula de dança de salão, inclusive. Adora gafieiras, parou de ir aos shows de MPB. Ela mudou tudo que podia mudar, por fora ela nada mais é agora do que o reflexo de uma desilusão amorosa, por dentro ela toda dor, toda podridão, toda escuridão, o coração se partiu e apodreceu ali dentro, ali mesmo. E como aquela flor que suga o podre pra florir lindas flores, ela usa a energia do coração que pulsa mais forte e negro, podre e aos cacos, pra viver, pra mudar, para experimentar, pra sorrir, mesmo que só por fora. Porque a dor sempre nos mostra toda vivacidade das coisas.


Obs: Boa Semana, minha gente.

14 comentários:

N. Mylonas disse...

AAAH...
tb to prescisando mudaar !!!

beiijos

Fern. disse...

Gostei de muita coisa, mas especialmente de duas.
Eu adoro a cor grená.Não é porque é do Fluminense,não, eu ainda acho muito mais legal ser gremista. rsrs
Eu só gosto.
Gostei também da personagem ser o reflexo de uma desilusão amorosa.Isso caiu tão bem pra mim, ler foi tÃo fácil, porque ás vezes também me sinto assim.

Amo vc.Morro de saudades.É muito estranho morrer de saudades de alguém que nunca se viu, com quem pouco se falou, ouviu a voz.
Mas eu ainda amo vc de paixão, teus escritos, tua força, tua Luz.

Vc é de ouro, menina!

Beijos

Rinna Hanne disse...

Adorei o texto amiga...
Recomeçar... refazer...
falei disso hoje no meu blog..
Uma nova página na vida... é algo bom.. Apesar de que todo dia é um novo começo, nós que não percebemos isso né lorão ;)
amo vc s2
beijooss

little dreamer disse...

ler teus textos e admira-los é facil demais...! Brigada viu?!

Bjus *-*

Insolente disse...

por nada =]

Anne Lieri disse...

Fiquei surpresa ao ver um link do meu blog por aqui!Muito gentil de sua parte!Seu blog tem textos maravilhosos,vc é uma escritora de mão cheia!Realmente a mulher,principalmente,faz isso tudo quando termina um relacionamento.Eu fiz quando me separei recomeçando inclusive a escrever,algo que estava suspenso.Passei a ter coragem de mostrar meus escritos,coisa que nunca fazia por medo de ser criticada...rssss...orgulho bobo,né?Valeu pelo lindo texto!Bjs,

Nicole disse...

NOSSA :)
você escreve mtmt, cara.
seus textos são incríveis, inevitável virar sua seguidora ;*

sucesso :)

Insolente disse...

que coisa linda, obrigada! a idéia é essa ^^
então, eu tava acabando um ontem...mas sabe qdo vc sente que roda em círculos? preciso ler umas coisas novas, quem sabe aprender a escrever contos de fadas... [ah, que invejinha das suas histórias compridas e assim sempre novas. tem esse gosto único...

little dreamer disse...

De todo coraçao?! fico feliz q o q eu escrevi tnha tocado tanto vc a ponto de faze-la chorar. É mto bom saber q pessoas se identificam com o q ponho no meu blog.
Passa la mais vezs ta?! adorei vc :$



Bjus linda *-*

Robin K disse...

Quanto mais eu te leio, mas eu entendo que vc sabe quem eu sou. Mais em sei que vc me entende.

Beijo e obrigado pela sua compreensão. É muito bom saber que alguém sabe ler o português que eu escrevo.

Beijo querida.

Robin K

Sandra Timm™ disse...

Que texto profundo.

Nunca tinha pensado em algo assim tão radical em nome da gente mesma...

A dor é realmente capaz de nos proporcionar situações jamais imaginadas.

Feliz de quem tem coragem de vivê-las.

Beijo

Anna ; disse...

a dor muda mt coisa em nós.
ou somos nós que resolvemos mudar só para tentar aliviar aquela dor :X

Fern. disse...

Cadê vc,minha flor?
quantas saudades,de vc e de teus escritos!

Beijos!

sobrefatalismos disse...

bonito moça. A gente sempre muda pra levantar a auto-estima. Mas adianta? Isso eh muito relativo...