sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Texto de Jeffrey Mcdaniel

Num esforço para que as pessoas
olhem mais nos olhos umas das outras,
e também para satisfazer os mudos,
o governo decidiu determinar
para cada pessoa exatamente cento
e sessenta e sete palavras por dia.

quando toca o telefone, ponho-o ao ouvido
sem dizer alô. no restaurante
aponto para a canja de galinha.

estou me ajustando bem ao novo jeito.
tenho estampas para todas as ocasiões.
cada manhã invento uma nova frase
que imprimo numa camiseta,
como os seres humanos estão vindo
ou karaokê para mudos.

tarde da noite, ligo para meu amor distante,
orgulhoso digo somente gastei cinqüenta e nove hoje.
guardei o resto para você.

quando ela não responde
sei que usou todas as suas palavras
então sussurro lentamente eu amo você
trinta e duas vezes e um terço.
depois disso, ficamos junto à linha
ouvindo um o respirar do outro.

Jeffrey Mcdaniel (tradução de mauro faccioni filho)


Obs: Uma música ( Down em Mim _ Cazuza ), uma vakinha ( a Laika ),
um livro ( o da Clarisse Linspector), um noite ruim ( a de Hoje ).
O conjunto da obra é porco, e me faz lembrar, TODO ELE, você.

Obs2: O Texto eu Copiei de um Fotolog, que eu frequentAVA sempre.

Obs3: Eu queria dizer apenas verdades.

Obs4: Esse texto é muito foda.

Obs5: Odeios Obs's.

6 comentários:

Kaká =D disse...

Obs1:O texto é divino!
Obs2:Dias assim a gente precisa é de amigos!
Obs3:Dias assim lembrei que não vejo vc há tempos!
Obs4:Dizer só verdades as vezes é tentador mas segundo Renato Russo mesmo disse:"É mais forte quem sabe mentir"!
Obs5:Tentei te logar hj e vc neiimm atendeu! >/
Obs6:Obs's só pra vc não esquecer que eu adoro fazer coisas que vc odeia! ;)

=*grande

Ricardo Almeida disse...

Gostei muito da imagem "karaokê pra mudos". Gostei do texto, mas espero que suas próximas noites sejam prenúncios de dias claros. Let the sunshine in!
Beijos e obrigado pelo carinho com o Poesia Residual.

Fernanda disse...

Que texto foda!
Eu queria entrar nessa rotina, queria ficar dias sem falar e me conhecer melhor.Já tentei, mas as pessoas simplesmente não entendem, elas querem que vc fale e não simpolesmente balance a kbeça =P
Eu queria gastar pouqíssimas palavras e gastá-las só com alguém especial.
E o som mais gostoso do mundo seria meu receptor respirando.

De disse...

Oi mocinha!

Eu queria ficar muda ao telefone... e ter com quem compartilhar a respiração.

Beijos e boa semana

De

Klatuu o embuçado disse...

Belo poema!

Lu Morena disse...

Tem toda razão: o texto é foda.
MAs vou guardar minhas palavras pra comentar um texto seu. Bjo!